Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

image326

Herdeira dos feitos e das tradições da 3ª Divisão de Infantaria do Exército Imperial que, sob o comando do bravo Brigadeiro Antônio de Sampaio, cobriu-se de glórias nas batalhas da Guerra da Tríplice Aliança, a 3ª Divisão de Exército ostenta, orgulhosamente, a denominação histórica de Divisão Encouraçada, que completou, neste ano de 2019, 111 anos de existência.


Após sucessivas denominações que tiveram início com a criação da 3ª Brigada Estratégica, em 1908, na cidade de Santa Maria, a partir de 1º de janeiro de 1972, a 3ª Divisão de Exército passou a ter a estrutura a seguir: Comando (Santa Maria-RS); Organizações Diretamente Subordinadas: Companhia de Comando da 3ª DE (Santa Maria-RS), 1º Batalhão do 17º Regimento de Infantaria (Cruz Alta-RS), 3º Batalhão de Engenharia de Combate (3° BEC) e, adida a este, a 3ª Companhia de Engenharia de Pontes Flutuantes (Cachoeira do Sul-RS); Grandes Unidades: 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Santa Maria-RS); 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Santiago-RS); 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Uruguaiana-RS); e Artilharia Divisionária da 3ª Divisão de Exército (Cruz Alta-RS).


Em 7 de março de 1979, o Ministro do Exército, considerando que a 3ª DE, por sua destinação básica e funcional, por sua numeração e por enquadrar entre suas organizações militares subordinadas, unidades que combateram na campanha da tríplice aliança, apresentando afinidades com a 3ª Divisão do Exército Imperial, do Brigadeiro Antônio de Sampaio, concedeu-lhe a denominação de "Divisão Encouraçada" que, orgulhosamente, apresenta em seu estandarte histórico.


A 3ª DE tem responsabilidade sobre uma área correspondente a pouco menos da metade do Rio Grande do Sul, abrangendo 298 dos 497 municípios do Estado. Abriga um efetivo aproximado de 20.000 homens e mulheres, distribuídos em 47 Organizações Militares subordinadas, das diferentes Armas, Quadros e Serviços. Na sua área de abrangência estão localizadas, também, 14 Organizações Militares Regionais e 3 Estabelecimentos de Ensino, bem como funcionam 3 Núcleos de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR).


Na última década, a 3ª DE enviou um significativo efetivo de integrantes das organizações militares  subordinadas à Divisão Encouraçada para compor os Batalhão Brasileiro de Força de Paz (BRABAT) na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH). O primeiro deles, de maio a novembro de 2007, compôs o BRABAT 7. No ano de 2010, entre os meses de fevereiro a setembro, foi enviado o 1º contingente do BRABAT 12. Por fim, entre os meses de novembro de 2014 a junho de 2015, ocorreu a atuação do BRABAT 21.


No ano de 2016, efetivos de organizações militares subordinadas à 3ª DE, desta e de outras Guarnições, atuaram na cidade do Rio de Janeiro-RJ como parte do dispositivo de segurança organizado para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio.


Ao longo de sua trajetória, a 3ª Divisão de Exército contribuiu, sobremaneira, para o processo de desenvolvimento da região; conduziu e apoiou operações de cunho cívico-social e promoveu inúmeras parcerias com entidades civis, atuação que concorreu, permanentemente, para o fortalecimento e a ampliação da integração do Exército Brasileiro com as comunidades situadas na área de responsabilidade da Divisão Encouraçada, cumprindo assim a diretriz ministerial sintetizada no lema:

Exército Brasileiro: Braço Forte - Mão Amiga
registrado em:
Fim do conteúdo da página