Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Operação Ibicuí - 3ª DE adestra suas tropas em defesa externa

Rosário do Sul (RS) – A defesa da Pátria, com a garantia da soberania e integridade do território nacional perante ameaças externas, é a missão preponderante do Exército Brasileiro, descrita na Constituição Federal. Para a consecução desse objetivo, faz-se necessária a manutenção de uma tropa adestrada e em condições de pronto emprego, para caso seja convocada a atuar. Dentro desse contexto, a 3ª Divisão de Exército iniciou nesta data, 16 de outubro, um exercício que faz parte do período chamado de Adestramento das tropas subordinadas à Divisão Encouraçada, denominado “Operação Ibicuí”.

2017.10.16 3DE Ibicui

Foto: Sgt Martins - 1º B Com / Chegada de Blindados

Na área de acantonamento São Simão, o Comandante da 3ª Divisão de Exército (3ª DE), General de Divisão Marcos Antonio Amaro dos Santos, conduziu a reunião de apresentação da manobra que está ocorrendo no Campo de Instrução Barão de São Borja (Saicã), em Rosário do Sul-RS, com final previsto para o dia 21 de outubro.

2017.10.16 3DE Ibicui3

Foto: Sd Henckes / Comandante da 3ª DE

2017.10.16 3DE Ibicui2

Foto: Sd Henckes / Apresentação da manobra

Em apoio à mobilidade das tropas envolvidas no exercício, o 3º Batalhão de Engenharia de Combate lançou, no Passo de São Simão, uma Ponte M4T6 sobre suporte flutuante, com aproximadamente 92 metros de cumprimento e com capacidade de 50 toneladas. Lançou também, duas Portadas Pesadas Classe 30 e 70.

2017.10.16 3DE Ibicui68

Foto: Seção de Comunicação Social do 4º Gpt E / Trabalho de Engenharia

2017.10.16 3DE Ibicui69

Foto: Seção de Comunicação Social do 4º Gpt E / Trabalho de Engenharia

2017.10.16 3DE Ibicui6

Foto: Seção de Comunicação Social do 4º Gpt E / Trabalho de Engenharia

A Operação Ibicuí tem por objetivos adestrar os Comandos e os Estados-Maiores das Brigadas e Artilharia Divisionária, e executar ações táticas no terreno, com o emprego do material de dotação orgânica das oranizações militares de tropas blindadas e mecanizadas, bem como as ações de apoio ao combate e logísticas aos elementos de manobra, em um quadro de combate convencional.

2017.10.16 3DE Ibicui5

Foto: Sd Henckes / Estudo na carta

O exercício envolverá a participação de tropas do Comando da 3ª Divisão de Exército (Santa Maria), da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Santiago), da 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Uruguaiana), da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Bagé), da 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Santa Maria), da Artilharia Divisionária (Cruz Alta), do 4º Grupamento de Engenharia (Porto Alegre), do Centro de Adestramento Sul (Santa Maria), do 1° Batalhão de Comunicações (Santo Ângelo), do 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (Formosa-GO), e da ALA-4 da Força Aérea Brasileira (Santa Maria), sob o Comando Operacional da 3ª DE.

2017.10.16 3DE Ibicui1

Foto: Sgt Martins - 1º B Com / Chegada da tropa

O efetivo estimado do exercício estará em aproximadamente 4.000 homens operando nos seus diversos níveis e com presença de cerca de 1000 viaturas no terreno.

Na sexta-feira, dia 20 de outubro, ocorrerão os tiros dos Leopard 1A5 e Gepard 1A2 que se constituem no que há de mais moderno em termos de carro de combate no mundo. Nesta data também, estarão sendo realizados disparos com o Astros 2020, viatura de lançamento múltiplos de foguetes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página